sexta-feira, 18 de junho de 2010

Sobre fazer sacrifícios

Oi amores.
Acho que já contei aqui sobre uma conversa que tive no Talk com uma menina uma vez a respeito de gastos com o casório.
No dia eu havia dito que ia fazer um mini-wedding pq não tenho $$$ pra fazer festão.
E ela me respondeu se não valia a pena fazer sacrifícios para ter o tal festão.
Respondi que,na minha opinião,não acho que valha a pena vc fazer coisas que estão muito além das suas possibilidades pra fazer uma festa,contraindo muitas dívidas, que depois vão virar motivo de briga com certeza.
Falei que EU OPTEI por não fazer isso.
Essa é a opção que se encaixa NA MINHA REALIDADE DE VIDA.
Quem pode fazer,tem condições pra isso,faça sem dor no coração.
EU NÃO POSSO.
Hj o assunto voltou a tona no Talk e algumas meninas disseram que vale a pena sim.
Sei lá,posso estar errada,mas sob o meu ponto de vista, realmente não acho que vale a pena.
Sério,de que adianta viver longos meses passando dificuldades depois da festa?
As lembranças serão marcantes e inesquecíveis?
Com certeza!
Mas,me perdoem a falta de romantismo no momento, o banco não vai aceitar minhas lembranças para pagar as contas....

12 comentários:

Deusa disse...

Mas voçê esta certissima....não tenha dúvidas....faça apenas algo para sua familia...vale qualquer coisa...o importante já aconteceu...voçês vão se casar...e agora, ainda tem a casa,as compras...e muita coisa...não e brincadeira não...depois quando tudo tiver pago e arranjado ai pensa em algo...um chá de casa nova...não se preocupe...na verdade as pessoas sempre saem reclamando de algo da festa...então converta o que tiverem para a vida nova.
beijinhos
Deusa
vasinhos coloridos

Aldianne Marques disse...

Concordo plenamente!!!! Eu kria muito um festão, mas infelizmente não tenho dindim pra isso!!! soh que com essa historia de blog tah sendo tão bom pra mim toh conseguindo organizar muitas coisas que eu kria com custo lah em baixo , minha familia eh grande cada um tah se comprometendo fazer sua parte!!!!!! toh vendo que no fim vou ter o casamento com minha cara sem ficar devendo por meses e meses!!!

Ah o único sacrifício que estamos fazendo é pela nossa casinha!!! toh trabalhando em 2 empregos para ver ela prontinha do jeito q sonhamos!!!!

bjooo

adoro seu blog

karina disse...

Concordo em gênero, número e grau com vc! Eu e meu noivorido estamos organizando ( ebancando) uma festa, nem festinha, nem festão, com muita pechincha mas principalemnte com a nossa cara e que esteja de acordo com a nossa vida. Nem a mais, nem a menos. E isso me tranquiliza e quer saber? Pensando da mesma forma e sem dívidas, isso nos uni desde já.
As lembranças incríveis existirão seja uma mega festa, seja um mini-wedding! Pq afetos, carinhos, diversão e boas memórias com quem se quer bem não dependem do quanto foi gasto!!!

Bel disse...

Você é uma pessoa pé no chão, sem dúvidas. Eu sou da opinião de que "cada um com seu cada qual". Acho que não existe resposta certa para essa questão. Como diz o velho ditado: cada cabeça, uma sentença! Para algunas, o festão é essencial. Para outros nem tanto. O mais importante, na minha opinião, é seguir seu coração! Fazer o que VOCÊ acha melhor. Aí não tem erro!

Lili disse...

Dinda..concordo com vc. Eu acho que meter os pés pelas mãos não vale a pena! Do que adianta ter uma fsta linda e ficar mega individada? Acho que temos que ter consciência de até onde podemos ir. E um mini wedding fica muito lindo..muito mesmooo"

bjuss

Fernanda de Siqueira Correia disse...

Eu concordo plenamente com você!
Cada um faz a festa de acordo com seu sonho e saldo no banco! rsrs!
Terei uma festa média, nem mini wedding e nem festão, e minha previsão é de gastar cerca de R$ 25.000,00. Tem dia que desanimo (as vezes até minha familia me condena), pq realmente é muito $$$... mas sei que não passarei dificuldades por conta disso (já temos o apê)!
Agora uma coisa eu não concordo: uma conhecida minha gastou R$ 43.000,00 num festão e foi morar com o marido em uma kitnet!!! Aí não dá, né gente?
Bjos a todas e não desanimemos! rsrs

Lorena disse...

Concordo com você.
E o que faz a festa ser inesquecível é o amor dos noivos, a dedicação para fazer a cerimônia e a felicidade de poder compartilhar esse momento com pessoas queridas. Não o alto valor que vai se pagar.

Cris, errante... disse...

Além do mais, a maioria dos serviços devem ser pagos todos antes do dia do evento. A única solução para aquelas noivas menos abastadas, que realmente decidem pagar o preço do sonho é programar o casamento com 3 anos de antecedência e pagar suaves prestações.

rafaelavsl disse...

olá, sempre visito o blog mas nunca comento, essa é a primeira vez.
O assunto é muito sério... e eu concordo pelanemte, acho tambem q festejar é um momento pra ser alegre e ter dívidas não é nada divertido.
Fora que não gostaria de gastar com uma festa pros outros, prefiro tornar meu casamento inesquecível com uma lua- de- mel.
Faria um festa pequena pra amigos mais chegados e família.
bjs

FLORZINHA disse...

Oi Audrey, participei dessa conversa somente como leitora, rsrs.

Porém, a minha o opinião é semelhante a sua. Acho que para o ínicio de uma vida a dois cheio de dívidas é péssimo, temos sim que fazer um certo sacrifío, como por exemplo, reduzir as saídas, cortar alguns gastos, mas não enfiar o pé na jaca, somente para dizer MINHA FESTA FOI MARAVILHOSA. Tudo tem que ser bem pensado. Aqui em BSB já fui em muitos casamentos que os noivos não tinham como gastar com festa por mais simples e fizeram a recepção num restaurante. fica como opção pois cada um paga o seu, não acho legal (na minha opinião é melhor não fazer nada) mas fica uma forma de compreeder o lado dos noivos.

Bjs

Mari Queiroz disse...

Você tem toda razão!!!! Tem que dar o passo conforme a perna como diz minha mãe, eu vou fazer uma recepção bem simples tb, e já me disseram que se fosse assim era melhor não fazer nada,mas eu penso assim quem quiser ir será bem recebido e que não for é que não mereci partilhar desse momento comigo.Pois tem que ir por mim, não pela FESTA, que terá...
Bjs

Noiva Neurótica disse...

Oi Audrey,

Me peguei várias vezes pensando sobre esse assunto e quero sim alguma comemoração no dia do meu casamento, pois ao meu ver será apenas uma vez, não terei outra chance de fazê-lo. Mas tudo tem que ser feito dentro das possibilidades de cada um. Ainda está tudo incerto em relação ao meu casório justamente por isso, quero uma festa, mas não posso gastar horrores e também não pretendo começar a vida à dois cheia de dívidas.
Por isso, tudo tem que ser pensado e planejado minusciosamente para então ser decidido o tipo de recepção que cabe no sonho e no bolso.

Bjs e adoro teu blog!